4 PASSOS PARA ALCANÇAR SUAS METAS FINANCEIRAS

Planejamento financeiro pode não ser a praia de ninguém para surfar nas ondas do sobe e desce das despesas, mas é fundamental que entendamos os momentos de alta e baixa dessas ondas para que não sejamos engolidas por elas. 

Mas você sabe o que é um planejamento financeiro? Planejamento financeiro é um roteiro para organizar corretamente sua finanças. Nele, você aprende a controlar seus gastos, daquilo que entra e sai do seu bolso, ajudando-o a equilibrar o orçamento, seja pessoal ou empresarial.

calculadora, planilhas e canetas sobre a mesa
Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

4 passos para alcançar suas metas financeiras.

Vamos entender primeiro qual é o seu objetivo financeiro. Não importa se é um planejamento financeiro pessoal. Os cuidados serão os mesmos para qualquer finalidade. Mas, precisa-se saber para que finalidade você está economizando. Pode ser que sua meta seja economizar para reduzir endividamento de cartões, bancos, etc.


Você pode ter em mente um planejamento financeiro empresarial, tendo em vista um futuro projeto de aquisição de bens materiais ou no sentido de querer expandir seus negócios empresariais, tais como aumentar suas propriedades. 

Pode ser que seu objetivo seja um planejamento financeiro familiar, com vistas a umas férias para um destino turístico dos seus sonhos com vistas a alcançar aquela viagem dos sonhos tão planejado pela família.

Existem diversas formas de alcançar essas metas financeiras, vamos apontar algumas delas:

1. CORTES GASTOS DESNECESSÁRIOS 

mãos abrindo uma carteira vazia
Imagem de Andrew Khoroshavin por Pixabay 

Se você é uma daquelas pessoas que não pode ver nada nas vitrines ou prateleiras e parte logo para as compras, somente pela impulsão, sem levar em consideração as necessidades, está cometendo um erro que vai comprometer suas finanças. 

Comece a ver o que realmente é necessário e não haja pelo impulso desenfreado de comprar só por comprar. Corte os gastos desnecessários, para poder cumprir suas metas financeiras. Somente você sabe o que realmente está causando despesas desnecessárias no seu orçamento financeiro.

2. CRIE UM FUNDO DE EMERGENCIA 

Moedas em forma de graficos

Não é difícil fazer um planejamento financeiro. Os bancos, quase todos já disponibilizam opções de planejamento, em seus aplicativos, em sua conta bancária. Basta apenas que você baixe o aplicativo do banco em seu celular. Essa ajuda bancária, embora seja opcional, é muito útil para quem quer se manter dentro do orçamento financeiro sem comprometer sua renda.

Bem verdade, as instituições financeiras tem suas razões para que você continue aplicando seu dinheiro em suas agencias. Todos os bancos visam o lucro, sabemos disso. Mas, em contra partida, é uma boa forma de se manter dentro do planejamento financeiro. 

Existem outras opções, evidentemente, que não sejam somente no banco que você mantem sua conta. Particularmente tenho duas agencias bancárias e ambas possuem planilhas financeiras de aplicação oferecida, como sugestão, mas não as uso. 

Aplico meu dinheiro em Títulos Públicos do governo, no Tesouro Nacional, por meio de instituição, reconhecida pelo governo federal, a Easyinvest  . 

logo do Tesouro Nacional

Uma boa sugestão para quem quer aplicar seu dinheiro com segurança e que tenha um rendimento mais que a popular poupança. Claro que existem outras corretoras e que cada um deve aplicar seu patrimônio financeiro onde mais lhe convier.

Logo da corretora Easyinvest

3. ANOTE TUDO

Homem escrevendo
Imagem de StartupStockPhotos por Pixabay

Tenho o costume de fazer minha planilha financeira pessoal, para saber até onde posso ir com minhas despesas e o que é realmente desnecessário, para poder dá uma folga no meu bolso e assim não ficar descontrolado. Sendo assim, antes de chegar o próximo mês, já sei quanto vou precisar para comprar o necessário para os gastos familiar, dentro do orçamento financeiro. 

Faça seu controle com o uso de uma boa planilha financeira. Existem muitos aplicativos que disponibilizam essas planilhas gratuitamente ou baixe algumas de sites financeiros. É aconselhável que você possua essas planilhas, principalmente se não tem controle de suas finanças

4. QUITE SUAS DÍVIDAS DE CARTÃO 

cartóes de creditos no bolso da calça

Não existe pesadelo maior do que seu nome está inserido nos dados do SPC e SERASA, por causa do uso de cartão de crédito. Sem falar das incessantes ligações de cobranças, que é uma chatice.

Então, negocie o quanto mais rápido você puder com as administradoras de cartões de créditos e evite usar depois de quitadas as dívidas. Uma razão boa para isso é que você vai precisar respirar um pouco; caso precise usar, faça com bastante equilíbrio e moderação, senão volta tudo de novo à roda de dividas financeiras.

Gostou dessa postagem? Comente, compartilhe com outras pessoas, assim estará contribuindo para ajudar outros.



____________

Editor do blog

Compartilhe nas suas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

Postagens Mais Lidas

Total de visualizações de página

FORNECEDORES DE SUCESSO