Mostrando postagens com marcador GESTÃO FINANCEIRA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador GESTÃO FINANCEIRA. Mostrar todas as postagens

4 PASSOS PARA ALCANÇAR SUAS METAS FINANCEIRAS

Planejamento financeiro pode não ser a praia de ninguém para surfar nas ondas do sobe e desce das despesas, mas é fundamental que entendamos os momentos de alta e baixa dessas ondas para que não sejamos engolidas por elas. 

Mas você sabe o que é um planejamento financeiro? Planejamento financeiro é um roteiro para organizar corretamente sua finanças. Nele, você aprende a controlar seus gastos, daquilo que entra e sai do seu bolso, ajudando-o a equilibrar o orçamento, seja pessoal ou empresarial.

calculadora, planilhas e canetas sobre a mesa
Imagem de Steve Buissinne por Pixabay

4 passos para alcançar suas metas financeiras.

Vamos entender primeiro qual é o seu objetivo financeiro. Não importa se é um planejamento financeiro pessoal. Os cuidados serão os mesmos para qualquer finalidade. Mas, precisa-se saber para que finalidade você está economizando. Pode ser que sua meta seja economizar para reduzir endividamento de cartões, bancos, etc.


Você pode ter em mente um planejamento financeiro empresarial, tendo em vista um futuro projeto de aquisição de bens materiais ou no sentido de querer expandir seus negócios empresariais, tais como aumentar suas propriedades. 

Pode ser que seu objetivo seja um planejamento financeiro familiar, com vistas a umas férias para um destino turístico dos seus sonhos com vistas a alcançar aquela viagem dos sonhos tão planejado pela família.

Existem diversas formas de alcançar essas metas financeiras, vamos apontar algumas delas:

1. CORTES GASTOS DESNECESSÁRIOS 

mãos abrindo uma carteira vazia
Imagem de Andrew Khoroshavin por Pixabay 

Se você é uma daquelas pessoas que não pode ver nada nas vitrines ou prateleiras e parte logo para as compras, somente pela impulsão, sem levar em consideração as necessidades, está cometendo um erro que vai comprometer suas finanças. 

Comece a ver o que realmente é necessário e não haja pelo impulso desenfreado de comprar só por comprar. Corte os gastos desnecessários, para poder cumprir suas metas financeiras. Somente você sabe o que realmente está causando despesas desnecessárias no seu orçamento financeiro.

2. CRIE UM FUNDO DE EMERGENCIA 

Moedas em forma de graficos

Não é difícil fazer um planejamento financeiro. Os bancos, quase todos já disponibilizam opções de planejamento, em seus aplicativos, em sua conta bancária. Basta apenas que você baixe o aplicativo do banco em seu celular. Essa ajuda bancária, embora seja opcional, é muito útil para quem quer se manter dentro do orçamento financeiro sem comprometer sua renda.

Bem verdade, as instituições financeiras tem suas razões para que você continue aplicando seu dinheiro em suas agencias. Todos os bancos visam o lucro, sabemos disso. Mas, em contra partida, é uma boa forma de se manter dentro do planejamento financeiro. 

Existem outras opções, evidentemente, que não sejam somente no banco que você mantem sua conta. Particularmente tenho duas agencias bancárias e ambas possuem planilhas financeiras de aplicação oferecida, como sugestão, mas não as uso. 

Aplico meu dinheiro em Títulos Públicos do governo, no Tesouro Nacional, por meio de instituição, reconhecida pelo governo federal, a Easyinvest  . 

logo do Tesouro Nacional

Uma boa sugestão para quem quer aplicar seu dinheiro com segurança e que tenha um rendimento mais que a popular poupança. Claro que existem outras corretoras e que cada um deve aplicar seu patrimônio financeiro onde mais lhe convier.

Logo da corretora Easyinvest

3. ANOTE TUDO

Homem escrevendo
Imagem de StartupStockPhotos por Pixabay

Tenho o costume de fazer minha planilha financeira pessoal, para saber até onde posso ir com minhas despesas e o que é realmente desnecessário, para poder dá uma folga no meu bolso e assim não ficar descontrolado. Sendo assim, antes de chegar o próximo mês, já sei quanto vou precisar para comprar o necessário para os gastos familiar, dentro do orçamento financeiro. 

Faça seu controle com o uso de uma boa planilha financeira. Existem muitos aplicativos que disponibilizam essas planilhas gratuitamente ou baixe algumas de sites financeiros. É aconselhável que você possua essas planilhas, principalmente se não tem controle de suas finanças

4. QUITE SUAS DÍVIDAS DE CARTÃO 

cartóes de creditos no bolso da calça

Não existe pesadelo maior do que seu nome está inserido nos dados do SPC e SERASA, por causa do uso de cartão de crédito. Sem falar das incessantes ligações de cobranças, que é uma chatice.

Então, negocie o quanto mais rápido você puder com as administradoras de cartões de créditos e evite usar depois de quitadas as dívidas. Uma razão boa para isso é que você vai precisar respirar um pouco; caso precise usar, faça com bastante equilíbrio e moderação, senão volta tudo de novo à roda de dividas financeiras.

Gostou dessa postagem? Comente, compartilhe com outras pessoas, assim estará contribuindo para ajudar outros.



____________

Editor do blog

Compartilhe nas suas redes sociais:

CONTROLE O DINHEIRO DO SEU NEGOCIO

Controle o dinheiro do seu negócio. Parece esquisito essa recomendação, não é? Abrir uma empresa, selecionar os colaboradores, relacionar todo o processo de inauguração, e começar a vender produtos e/ou serviços, deve ser um sonho de qualquer empreendedor, não é mesmo?

Mas saiba de uma coisa muito importante para seu negócio: abrir uma empresa e começar a vender, não é tudo. É aqui que muitos empreendedores cometem uma série de ações desastrosas na administração nos seus negócios, quando não tem a mínima noção do que é uma gestão financeira.

Quem administra uma empresa de pequena ou de grande porte, precisa entender todo o processo do que entra e sai de sua empresa. Muito importante se ter uma planilha de fluxo de caixa. 

Isso pode lhe interessar também : 


Quando não se tem um total controle do dinheiro que é movimentado, as consequências são as piores possíveis.  

Veja mais informações que serão de grande necessidade para administrar seus negócios. Assista esse vídeo e veja como ter uma gestão de fluxo de caixa diário.

Compartilhe nas suas redes sociais:

COMO GERIR AS FINANÇAS EM TEMPOS DE CORONAVIRUS

Como anda seu(s) negócio(os) nessa crise? Está ruim pra todos, não é mesmo? Diante desse novo cenário que estamos vivendo, as empresas em geral e pequenos empreendedores, autônomos, necessitam, mais do que nunca se reinventar, recriar. 
É tempo de recriar, inovar. Nessas circunstâncias, diante desse clima de coronavírus, não existem palavras mais adequadas do que esta que a crise nos foçou a aceitar: "reinventar", "inovar". Não é ficar parado se lastimando da crise e achando que somente seus negócios foram afetados duramente. 

Lembre-se que você, seus negócios, fornecedores, colaboradores e clientes, estão na mesma situação. A crise  do coronavírus não escolheu os mais sortudos, não identificou os que podiam ou não suportar as dificuldades que viriam em seguida. Todos foram afetados.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay 

Pensando nessa situação pandêmica, é muito salutar que analisemos algumas dicas para tentar minimizar o impacto em cada segmento. 

Lembre-se que você, seus negócios, fornecedores, colaboradores e clientes, estão na mesma situação. A crise  do coronavírus, não escolheu os mais sortudos, não identificou os que podiam ou não suportar as dificuldades que viriam em seguida. Todos foram afetados.

barraca de autoisolamento

É importante falar sobre a questão do gerenciamento de finanças, do controle de caixa. Caso contrário, em pouco tempo, seu negócio não subsistirá.

Identifique o seu fluxo financeiro, como é que está o gerenciamento do seu caixa, o que você tem de receita prevista e receita realizada. O que é que você tem de despesas previstas e despesas realizadas.

moedas e canetas

A prioridade agora são suas despesas. Classifique-as para que você tenha como negociar com seus fornecedores, se for o caso, esticando alguns prazos, pois nesse momento, todos estão se programando para refinanciar suas dívidas com seus fornecedores.

Lembre-se que seu cliente não está mais na sua loja física. Ele vai estar agora online, na internet, buscando dar prosseguimento a sua vida, diante de um dispositivo que dê acesso a sua loja e outras. Então, se programe para atendê-los.

Então, diante dessa nova realidade, o que você precisa fazer para manter seu negócio, sem absorver maiores impactos, é alcançar seus clientes onde eles estão nessa crise do coronavírus: ambiente virtual, a internet.

pessoa usando celular

Existem plataformas que já usam esse sistema online e fazem sucesso, de acordo com seu nicho de negócio. Por exemplo, o sistema de Delivery tem adquirido muito espaço virtual, ainda que para eles, essa crise só vai aumentar a demanda.

Claro que cada segmento tem seu objetivo e que cada um deles precisa se reinventar, para conseguir se manter em pé nesse cenário que já é uma guerra em si. Nada continuará como antes. Reveja seus pontos estratégicos e coloque-os em prática, de acordo com esse novo cenário.

Lembre-se que a questão de lucros vai ter um impacto, independente do seu nicho, mas é aí onde você vai parar para analisar: melhor vender pouco, do que não vender nada, concorda?

Imagem de Joel santana Joelfotos por Pixabay

Então, não espere estourar a boca do balão com lucros exorbitantes. A empresa mais conhecida do mercado online  que mais lucrou com o momento, criando oportunidades, com esse isolamento social, foi a Amazon. Claro que cada segmento tem suas estratégias. 

A crise do Coronavírus, exige cautela e bom senso nos negócios. Crie oportunidades, nesse clima de isolamento social, onde hoje o único refúgio para as empresas, estão dentro do ambiente virtual, pois é lá onde vai estar seu cliente, dentro de seu lar, recluso.

pessoa digitando

As academias de ginastica estão inovando sabe como? Gravando vídeo-aulas para que as pessoas façam seus exercícios, em sua casa, sem equipamentos ou não e assim não percam seus treinos.

Outra coisa muito importante, você precisa classificar suas despesas, identificando-as, tais como aluguéis, fornecedores, colaboradores, etc.


Negocie férias com seus colaboradores, negociar folgas, em alguns casos, faça contato com seus fornecedores, diminua suas compras, verifique seu estoque de mercadorias, se for o caso.

Enfim, tenha o controle, na palma de suas mãos as finanças do seu negócio, porque a empresa pode ou não diminuir a venda, porque você não vai ter as mesmas receitas, o mesmo fluxo de caixa. Então, se reinvente, inove.
________________________________
Compartilhe nas suas redes sociais:

Postagens Mais Lidas

FORNECEDORES DE SUCESSO


 

Total de visualizações de página

Publicidade