Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Redes Sociais. Mostrar todas as postagens

COMO USAR O WHATSAPP PARA MANTER AS VENDAS

O WhatsApp Business é uma ferramenta criada para auxiliar o processo de comunicação dos negócios. Em tempos de coronavírus, adotar essa ferramenta pode a ser solução para garantir as vendas da sua empresa. 
Afinal, o aplicativo permite continuar a atender os seus clientes, tudo a distância, para eles continuarem comprando, mas de casa.
Por isso separamos nove dicas de como o WhatsApp Business pode ajudar a manter o dinheiro entrando no caixa da sua empresa.

1. Envolva o cliente


Antes de começar a disparar mensagens vendendo seus produtos ou serviços, aproxime-se do cliente, envolva-o e explique o diferencial do seu contato. 
Lembre-se de que, para ele, o WhatsApp é um recurso pessoal, que ele utiliza para interagir com pessoas próximas.
Qualquer mensagem que ultrapasse essa linha pode soar como invasiva, incomodar e fazer com que ele bloqueie o contato da sua empresa.

2. Segmente a sua lista de contatos


Faça um cadastro dos novos clientes de sua empresa, solicite o número de WhastsApp e peça autorização para enviar comunicados sobre seus produtos ou serviços. 
Crie listas de contatos de forma segmentada para enviar informativos, promoções e ofertas.

3. Divulgue o número de WhatsApp da empresa


Destaque o número de WhatsApp da empresa nos materiais e em todos os ambientes em que sua marca for divulgada. 
Crie comunicados para redes sociais, espalhe essa informação para que os clientes tenham acesso ao número e entrem em contato por meio desse canal.

4. Atribua tags aos clientes


As tags ajudam a organizar os contatos por ordem de interesse, área de atuação, perfil, dúvidas e outras categorias que escolher. 
Esse recurso pode ajudar neste momento em que as atenções de vendas estarão concentradas na plataforma.

5. Aproveite os recursos das listas de transmissão


As listas de transmissão são como grupos de WhatsApp, com a diferença de que os clientes recebem as mensagens de forma individual. 
O conteúdo é enviado para todos os contatos selecionados de uma única vez. É possível criar listas de transmissão com até 256 contatos. Veja como é fácil criar a sua:
  • Vá até a tela de conversas do WhatsApp, clique em “nova transmissão” e escolha a opção “nova lista”.
  • Selecione os contatos que deseja adicionar à sua lista e toque no ícone “criar”.
  • Altere o nome da lista e adicione outras pessoas.
Importante: os contatos precisam estar na agenda do celular, e o seu número deve estar registrado no celular do cliente. Por isso, comunique seus contatos antes de enviar sua lista de transmissão.

6. Invista em um número exclusivo


Você pode utilizar o WhatsApp Web e o WhatsApp pessoal no mesmo aparelho e com o mesmo número. Porém, esse método não é o ideal. 
Ter um número exclusivo para os assuntos da sua empresa vai garantir a sua privacidade, tornará o atendimento profissional, mais organizado e seguro. 
Invista em um aparelho mais simples e um número de telefone exclusivo para atender os contatos da empresa.

7. Preste um bom atendimento


Além de um canal de vendas, certamente, os clientes vão utilizar o WhatsApp para solicitar atendimento, tirar dúvidas etc. Aproveite a praticidade e esteja preparado para lidar com esse tipo de atendimento.

8. Utilize um link direto para o seu WhatsApp


Coloque um link direcionando o cliente para o seu WhatsApp nas redes sociais, no seu site ou e-mail. Assim, você facilita o contato do cliente com a sua empresa. 

9. Acompanhe as estatísticas das ações


Quer saber se as suas campanhas estão sendo vistas pelos clientes? No WhatsApp Business é possível verificar o relatório de mensagens, com estatísticas sobre o número de mensagens enviadas, entregues e lidas pelos clientes. Saiba como ver o seu relatório:
  • Clique no ícone de três pontos, no canto superior direito da tela, e vá em “Configurações”.
  • Selecione “Configurações da empresa”, e depois em “Estatísticas”.
  • Verifique quantas mensagens a conta enviou, quantas foram entregues, quantas foram lidas e quantas foram recebidas de contatos ou clientes.
Fonte: Sebrae
Compartilhe nas suas redes sociais:

10 DICAS PARA VENDER PRODUTOS E SERVIÇOS NA CRISE DA PANDEMIA

A pandemia do COVID-19 declarada pela Organização Mundial da Saúde – OMS provocou impactos importantes sobre os pequenos negócios, mas há opções criativas para manter as vendas de produtos e serviços.
Confira 10 sugestões de formas alternativas de vender seus produtos e serviços neste momento de crise.

1 – Planeje com seus funcionários formas alternativas de venda

Estabeleça linha direta com os seus funcionários, atualize-os sobre como será o funcionamento do seu negócio, horários, questões de segurança, a nova estratégia de atendimento. 
Os seus funcionários precisarão adotar novas formas de trabalhar, mas só poderão fazê-lo caso tenham informações claras e consistentes de você, dono do negócio. 


2 – Comunique seus clientes


Envie mensagem aos seus clientes, comunicando a sua nova estratégia, como irá atendê-los durante este período. 

3 – Se aproxime de seus clientes


Reveja o seu modelo de negócios, a sua forma de entregar produtos, agregue serviço, agregue valor. Exemplo: se você tem uma loja física, um pequeno varejo, inove, ofereça serviços aos seus clientes em casa.
Você tem o contato do seu cliente? Envie mensagens ofertando serviços especiais como amostra e entrega em domicílio de produtos. 

4 – Entregue em domicílio

Você poderá utilizar serviços de motoboy para entrega dos seus produtos ou até mesmo mobilizar a sua equipe local para fazê-la – cada loja tem seu raio (área) de atuação. Verifique se é possível que a sua equipe faça a entrega do produto na casa do cliente.  



5 - Divulgue no digital

Reforce a divulgação dos seus produtos em seus canais online, faça ofertas especiais com entregas em domicílio pelas equipes de vendas locais ou serviço de entrega - motoboy. 

6 - Garanta a segurança e conquiste a confiança dos clientes

Se você tem um pequeno varejo de rua, envie mensagem ao seu cliente falando dos cuidados que você está tendo em seu negócio, uso de detergentes na limpeza várias vezes ao dia, funcionários atendendo com uso de máscaras, a possibilidade de disponibilizar máscara para o cliente, o cliente poder marcar hora para ter atendimento exclusivo, evitando muitas pessoas no mesmo horário.

Se você tem um serviço, faça a entrega do serviço um a um tomando cuidado com as recomendações de higiene e prevenção. Exemplo: salão de beleza poderá ir até a casa do cliente. Ou a possibilidade do cliente marcar um horário exclusivo para ser atendido. 

7 – Provoque a flexibilidade na atuação dos colaboradores

Se você é empresário da área de alimentos, tem um restaurante, verificar a possibilidade da sua equipe de atendimento, exemplo garçom, passar a dar suporte a entregas em domicílio, pois as pessoas provavelmente irão optar por esta modalidade de serviço.  

8 – Crie uma força tarefa no digital

Se você é um varejista de roupas/acessórios e beleza, por exemplo, oriente seus funcionários a agirem como “consultores” da sua marca/empresa no ambiente online, eles se tornarão influenciadores da sua marca nos ambientes digitais (Facebook, Instagram, WhatsApp) , eles irão impulsionar suas vendas online e offline além de poderem até fazer a entrega, dependendo do raio de ação de cada negócio. 

9 – Planeje a sua atuação para o fim da crise

As previsões estão na linha de que os impactos da pandemia nos negócios não devem ultrapassar 4 meses. Use este tempo de pausa para rever seu negócio e planejar o futuro dele, em vez de reduzir o número de funcionários, incentive-os usar seu tempo para atualizar informações sobre os clientes, perfil, preferencias, sistemas internos, aprimorar habilidades e criar novos produtos e serviços para estarem melhor preparados para a eventual recuperação, pois o planejamento de recuperação precisa começar enquanto você ainda está reagindo à crise.
Aproveite ainda os Cursos Online e Gratuitos do Sebrae para adquirir mais habilidades e pensar novas estratégias para o negócio. 

10. Inove rapidamente em torno de novas necessidades e hábitos de consumo

Além de rever seu portfólio de produtos/serviços, as novas necessidades dos clientes criam oportunidades de inovação para os seus negócios. 

Não fique focado em ações defensivas, aproveite este momento para inovar ousadamente em torno de oportunidades emergentes. Fique de olho nos sinais que o seu consumidor dará.

Observe, algumas mudanças de comportamento e consumo provavelmente persistirão além da crise e muitos setores ressurgirão para novas realidades de mercado. 
É cedo para dizer com certeza quais novos hábitos surgirão e quais permanecerão no longo prazo, mas teremos aumento de consumo online de produtos e serviços alimentares, de vestuário, beleza e saúde, home office entre outros.
Sabemos que existem diferentes velocidades de recuperação para cada país e setor econômico, isto exigirá de cada uma estratégia local distinta e focada no perfil do seu público.
Fonte: Sebrae
Compartilhe nas suas redes sociais:

DICAS PARA FAZER VENDAS PELO WHATSAPP

captura de tela whatsapp

Dicas para fazer vendas pelo whatsapp. Aprenda a fazer vendas pelo aplicativo com mais usuários no mundo. Você utiliza o WhatsApp para impulsionar as vendas do seu negócio? Se ainda não utiliza, você está perdendo dinheiro.

smarthphone

Estatisticamente os números falam por si só. Segundo o um das redes sociais mais utilizadas o Facebook, que comprou o WhatsApp em uma transação bilionária em 2014, são 42 bilhões de mensagens trocadas entre usuários todos os dias em mais de 1 bilhão de grupos existentes na plataforma. 


No Brasil, mais de 100 milhões de pessoas estão usando o WhatsApp. É como se 1 a cada 2 brasileiros usassem o aplicativo. O potencial de mercado para vendas utilizando esse aplicativo é enorme.
Recentemente, o mercado passou a oferecer cursos voltados para negócios no WhatsApp e o aplicativo entrou de vez no planejamento de vendas das empresas e na palma da mão do cliente.


Pesquisas apontam que uma pessoa normal visualiza a sua conta no WhatsApp de 70 a 150 vezes no dia. E você vai ficar de fora desse mercado? Selecionamos 7 dicas de como usar o aplicativo para impulsionar as vendas da sua empresa:
O WhatsApp permite que você crie listas de transmissão para enviar a mesma mensagem para até 256 contatos. Isso é muito legal porque você consegue a atenção do seu cliente que vai acabar vendo sua mensagem de uma forma ou de outra.

mão feminina segurando celular

Em termos de interação com o cliente, os resultados de uma lista de transmissão quando comparados com os de grupos é muito bom. 
Afinal, quem aqui nunca se sentiu incomodado com uma mensagem em forma de corrente que foi enviada para o grupo? Ou com aquele card de um bom dia? 

Até para fazer uma moderação em grupo é complicado, colocar regras nem sempre funciona e o seu negócio pode virar uma bagunça. 
Claro que existem grupos que funcionam muito bem, um grupo de suporte técnico ou de tira dúvidas, mas falando de vendas, as pessoas tendem a se incomodar com a frequência de mensagens de um grupo.
É importante usar do bom senso para enviar as mensagens na lista de transmissão. Ofereça conteúdo ao cliente e as vendas ocorrerão naturalmente.
Veja também WhatsApp Business
Cabe ressaltar que para criar uma lista de transmissão é importante que as pessoas tenham o seu contato salvo no celular e você tenha também os contatos delas salvo no seu aparelho. 
Compartilhe nas suas redes sociais:

QUAL SERÁ O SUBSTITUTO DO FACEBOOK?

outdoor mostrando logo do facebook

SÃO PAULO - Uma competição quer se aproveitar do movimento #DeleteFacebook para criar um substituto da rede social. Chamado OpenBook Challenge, o desafio dará US$ 100 mil, cerca de R$ 330 mil, para quem conseguir desenvolver uma nova plataforma com foco na privacidade dos usuários e que seja capaz de concorrer com o Facebook.

De acordo com o site, o objetivo é criar uma nova rede social para bilhões de pessoas que não manipule os usuários e que não dissemine a desinformação. "O Facebook é uma força destrutiva em nossa sociedade. Por isso vamos investir US$ 100 mil para ajudar você a construir algo melhor", diz o anúncio.

Pensando na viabilidade do projeto, os competidores deverão buscar uma alternativa ao modelo de negócios criado por Mark Zuckerberg, e não necessariamente fazer grandes alterações na usabilidade da rede. 

Além disso, os participantes podem se basear no Facebook para criar seus projetos, desde que pensem em um modelo de negócios mais sustentável, que pode incluir assinaturas pagas, anúncios não-invasivos ou criptomoedas.

O processo é formado por três partes: inscrição no site (informando os planos e membros da equipe), seleção de 20 times e por fim, a seleção dos sete projetos mais executáveis. 

A competição será bancada pelo investidor Jason Calacanis, um dos críticos do Facebook após o escândalo de vazamento de dados.

Fonte: Infomoney
Compartilhe nas suas redes sociais:

Postagens Mais Lidas

FORNECEDORES DE SUCESSO


 

Total de visualizações de página

Publicidade